Homenagem ao Papa Emérito

Últimos pronunciamentos de Bento XVI são reunidos em livro

Publicação é homenagem e  representa “sinal de fidelidade” ao Santo Padre

Da Redação, com Rádio Vaticano

Encontra-se à disposição nas livrarias o livro “Jamais me senti sozinho – Os últimos discursos de Bento XVI”, publicação da Livraria Editora Vaticana que reúne todos os pronunciamentos do Papa Emérito Bento XVI entre 11 e 28 de fevereiro, ou seja, entre o anúncio da renúncia ao ministério petrino e o início da Sé Vacante. O livro é uma “pequena homenagem”, como “sinal da fidelidade da LEV ao Santo Padre”

A Livraria Editora Vaticana – lê-se na apresentação da obra – “acompanhou o Papa em seu ministério petrino” desde o início de seu Pontificado. “O Magistério e os ensinamentos de Bento XVI representam o focus de todo o catálogo LEV”, cuja missão – se recorda – é ser “sempre instrumento para a difusão da Palavra de Deus e do Magisterium”.

A capa do volume mostra Bento XVI saudando os fiéis durante a última audiência geral, realizada na Praça São Pedro, quarta-feira da semana passada, 27 de fevereiro. E justamente uma frase pronunciada naquela ocasião é citada no título: “Jamais me senti sozinho em carregar a alegria e o peso do ministério petrino”.

O primeiro texto que o volume traz é a Declaratio com a qual Bento XVI anunciou no Consistório de 11 de fevereiro “renunciar ao ministério de Bispo de Roma”.

A obra traz, dentre outros, a catequese feita na audiência geral de 13 de fevereiro e, do mesmo dia, a homilia da missa da Quarta-feira de Cinzas e a sudação dirigida ao Papa no final da celebração pelo cardeal Secretário de Estado; o texto do encontro com os párocos e o clero de Roma, dia 14; os Angelus dos dias 17 e 24 de fevereiro; a reflexão, na manhã do dia 23, ao término dos exercícios espirituais propostos ao Papa e à Cúria Romana; o texto da última audiência geral, realizada dia 27; a saudação de despedida aos cardeais presentes em Roma, feita na manhã do dia 28 e, por fim, a saudação aos fiéis da Diocese de Albano, feita na sacada da residência apostólica de Castel Gandolfo, logo após sua chegada à pequena cidade do Lácio.

O volume contém também o texto da Carta apostólica em forma de Motu Proprio “Normas Nonnulas”, sobre algumas modificações às normas concernentes à eleição do Romano Pontífice. A obra se conclui com um perfil biográfico de Bento XVI.

A quarta capa traz as palavras pronunciadas pelo Papa em sua última aparição pública, em Castel Gandolfo, na tarde de 28 de fevereiro: “Sou simplesmente um peregrino que inicia a última etapa de sua peregrinação nesta terra”.

E justamente com grande simplicidade esta obra se propõe qual “sinal de agradecimento e de reconhecimento” a Bento XVI – afirma a Livraria Editora Vaticana.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo