window.dataLayer = window.dataLayer || []; function gtag(){dataLayer.push(arguments);} gtag('js', new Date()); gtag('config', 'G-EZJ58SP047'); window.dataLayer = window.dataLayer || []; function gtag(){dataLayer.push(arguments);} gtag('js', new Date()); gtag('config', 'G-EZJ58SP047');

Guerra

A guerra da Ucrânia e a crise do trigo: possíveis liberações

Fontes afirmam que Rússia permitirá que navios carregados de grãos deixem o porto de Odessa na Ucrânia

Da redação com Vatican News 

A Rússia permitiria que navios carregados de grãos deixassem o porto de Odessa. A desminagem das águas costeiras pelo exército turco também está prevista para permitir a passagem segura do Mar Negro para o Mar Mediterrâneo. A notícia vem do jornal russo “Izvestia” citando “Fontes de alto escalão” no Kremlin, o grão contido nos portos da Ucrânia – em particular em Odessa – poderá navegar em breve.

Caminho para uma solução?

Há um possível ponto de virada da crise alimentar global causada pelo conflito, mas minimizada nos últimos dias pelas declarações do presidente russo Putin, para que as notícias espalhadas pelos ocidentais de que Moscou bloquearia os portos são um “blefe”.

Leia mais
.: Papa pede que o trigo da Ucrânia não seja usado como arma de guerra

As Desminagem de águas costeiras

Kiev, conforme relatado pela agência Bloomberg, mostra-se cética, porém novamente de acordo com as negociações, “os militares turcos que se encarregariam da desminagem dos corredores marítimos também escoltariam os navios para águas neutras”.

A participação da Ucrânia no acordo

De acordo com algumas fontes, a Ucrânia não teria participado diretamente das negociações russo-turcas. Ancara, capital da Turquia, também espera que a aprovação deste plano pelas Nações Unidas garanta sua implementação de forma segura para todos. 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo