window.dataLayer = window.dataLayer || []; function gtag(){dataLayer.push(arguments);} gtag('js', new Date()); gtag('config', 'G-EZJ58SP047'); window.dataLayer = window.dataLayer || []; function gtag(){dataLayer.push(arguments);} gtag('js', new Date()); gtag('config', 'G-EZJ58SP047');

Vídeo

Papa: construamos um futuro inclusivo para migrantes e refugiados

Vídeo da campanha de comunicação promovida pela Seção Migrantes e Refugiados do Dicastério para o Serviço de Desenvolvimento Humano Integral da Santa Sé tem reflexão de Francisco

Da redação, com Vatican News

Refugiados ucranianos /Foto: Caritas Polônia

No vídeo, em vista do 108º Dia Mundial do Migrante e do Refugiado que será celebrado no domingo 25 de setembro de 2022, o Papa Francisco exorta a construir um futuro inclusivo, um futuro para todos no qual ninguém deve ser excluído, especialmente os mais vulneráveis, incluindo migrantes, refugiados, pessoas deslocadas e vítimas do tráfico.

Além disso, o Santo Padre faz a todos uma pergunta direta: “O que significa colocar os mais vulneráveis no centro?”.

Íntegra
.: Mensagem do Papa para o Dia Mundial do Migrante e Refugiado 2022

Junto com o Pontífice, também o testemunho de uma jovem migrante venezuelana, Ana, que graças à ajuda da Igreja reconstruiu uma nova vida no Equador junto com sua família.

Contribuição e material

Todos estão convidados a responder à pergunta do Papa Francisco enviando sua própria contribuição, com um pequeno vídeo ou foto, para media@migrants-refugees.va ou respondendo diretamente nas redes sociais da Seção de Migrantes e Refugiados.

Todo o material da campanha de comunicação está disponível na página dedicada do site e pode ser livremente baixado, publicado, utilizado e compartilhado.

“Durante a preparação do 108º Dia Mundial do Migrante e Refugiado, a Seção de Migrantes e Refugiados”, esclarece uma nota, “terá o prazer de receber das Igrejas locais e dos protagonistas católicos testemunhos escritos ou em vídeos e fotografias que apresentem o compromisso comum com o cuidado da pastoral de migrantes e refugiados.”

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo