Papa celebra penúltima oração do Angelus

Bento XVI convida a Igreja a superar 'orgulho e egoísmo'

A Quaresma é a oportunidade de conversão a Deus e partilha da fé

Inúmeros católicos se reuniram, nesse domingo, 17, para escutar as sábias palavras de Bento XVI durante o tradicional Angelus na Praça de São Pedro. O Santo Padre pediu orações para si e seu sucessor, pois, daqui a alguns dias, concluirá o seu pontificado.

Em um dos últimos encontros com os fiéis, antes da sua renúncia, no dia 28 de fevereiro, o Pontífice mostrou-se agradecido pela orações e o apoio que tem recebido por parte dos católicos. Ao refletir sobre o Evangelho das ‘tentações de Jesus’, o Papa alertou os cristãos para as necessidades de rejeitar os apelos ‘do egoismo e o orgulho, do dinheiro e do poder’.

Papa celebra Oração do Angelus

Papa celebra Oração do Angelus

O Santo Padre ainda ressaltou que a Quaresma é um tempo propício para conversão, ou seja, um tempo de preparação para a Páscoa do Senhor: “caminho de uma autêntica conversão a Deus e tempo de partilha intensa” da fé em Jesus Cristo.

Os fiéis saudaram com grande carinho Bento XVI. O próximo encontro do Papa com os cristãos, antes de deixar o pontificado, será no dia 24 de fevereiro com a recitação dominical do Angelus. A última audiência pública acontecerá no dia 27 de fevereiro. Segundo informações do Vaticano, estão inscritas cerca de 35 mil pessoas.

:: Leia, na íntegra, as palavras de Bento XVI durante a oração do Angelus

 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo