Assassinada aos 13 anos

Papa reconhece martírio da jovem brasileira Benigna Cardoso da Silva

Serva de Deus nasceu em Santana do Cariri (CE) e foi assassinada aos 13 anos de idade

Da Redação, com Boletim da Santa Sé e diocese de Crato

O Papa Francisco reconheceu o martírio da Serva de Deus Benigna Cardoso da Silva, jovem brasileira de Santana do Cariri (CE) assassinada aos 13 anos de idade. A informação foi anunciada nesta quinta-feira, 3, pela sala de imprensa da Santa Sé. 

O decreto em questão foi autorizado após audiência do Papa com o Prefeito da Congregação das Causas dos Santos, Cardeal Angelo Becciu, nesta quarta-feira, 2.

Benigna Cardoso da Silva próxima Beata brasileira

Sobre Benigna

A jovem Benigna nasceu em 15 de outubro de 1928 no Sítio Oiti, em Santana do Cariri (CE). Ela era conhecida como uma jovem humilde e religiosa, temente a Deus. Em 24 de outubro de 1941, aos 13 anos de idade, foi assassinada ao se defender de uma tentativa de abuso sexual.

Em Santana do Cariri, ela é conhecida como “Heroína da Castidade”. A fase diocesana do processo de beatificação terminou em 2013 e a ela foi concedido o título de Serva de Deus.

Devido a seu testemunho de fé, já é grande a devoção na região onde Benigna nasceu. No local onde aconteceu o martírio, foi construído um memorial, a cerca de dois quilômetros da Igreja Matriz de Nossa Senhora Santana, padroeira do município. Anualmente, lá já é realizada uma romaria todo dia 24 de outubro, data da tragédia. 

Leia mais:
.: Santos por amor
.: Frei Galvão, um santo brasileiro
.: Por que a Igreja Católica cultua a imagem de santos?
.: O que os santos fazem e fizeram para chegar até a santidade?

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo
Especial Família