Comissão de Direitos Humano

Senado aprova moção de apoio a homem preso no Irã por ser cristão

A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado (CDH) aprovou, nesta quarta-feira, 5, moção de apoio ao pastor iraniano Joseph Nadarkhani, que está preso em seu país e corre o risco de ser condenado à morte por ter se convertido ao cristianismo.

No requerimento da moção de apoio, o autor, senador Paulo Paim (PT-RS), explica que um tribunal iraniano determinou a Nadarkhani que renunciasse ao cristianismo e passasse a professar o islamismo, religião de seus antepassados. Como ele se nega, continua preso e pode ser condenado à morte por isso, conforme determina a lei islâmica – informa o senador.

"Para a Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal é inaceitável e inacreditável que ainda nos dias de hoje, no século 21, dizerem que alguém vai morrer se não negar a sua fé; vai ser assassinado ou terá prisão perpétua se não negar a sua fé", afirma Paim, que é presidente da CDH.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo