Visita Pastoral a Milão

Papa em Milão: Reveja mensagens de Bento XVI às famílias e jovens

O Papa Bento XVI já retornou ao Vaticano após concluir sua viagem a Milão, na Itália, nesse final de semana, por ocasião do 7º Encontro Mundial das Famílias. A visita é considerada histórica por ser a mais longa feita por um Pontífice a uma cidade italiana. A ocasião foi especial também para os milaneses que há 28 anos não recebiam a visita de um Papa.

O Santo Padre chegou a Milão na sexta-feira, 1º, e logo após sua chegada dirigiu-se a Praça Duomo, onde fez um discurso aos cidadãos, no qual lembrou as pessoas que enfrentam alguma dificuldade e pediu que não falte a elas a solidariedade da coletividade.

Acesse
.: Mensagem do Papa Bento XVI para o Encontro Mundial em Milão
.: FOTOS do evento no Flickr

No mesmo dia, Bento XVI participou de um concerto em sua homenagem e às delegações oficiais do Encontro Mundial das Famílias no Teatro Scala de Milão. O Santo Padre assistiu a uma apresentação da nona sinfonia de Ludwig van Beethoven, seguida pela Orquestra e Coral do Teatro alla Scala, com direção do maestro Daniel Barenboim.

No sábado, 2, o Pontífice teve uma agenda cheia de atividades. Logo pela manhã, celebrou uma Missa privada na Capela do Arcebispado de Milão, em seguida, presidiu a celebração da Hora Média, na Catedral de Milão. Em sua homilia, o Sumo Pontífice destacou o dom precioso que é o sacerdócio e convidou os seminaristas a aprenderem e viverem bem seu tempo de preparação.

Ainda pela manhã, o Santo Padre encontrou-se com cerca de 80 mil jovens crismandos no Estádio Meazza, em San Siro, distrito de Milão. Em seu discurso à juventude, Bento XVI convidou os jovens a ter sempre ideais e buscar a santidade.

Na tarde do sábado, Sua Santidade dialogou com representantes das diversas autoridades institucionais, civis e militares, empresários e trabalhadores, do mundo da cultura e da educação da sociedade milanesa e lombarda. No encontro, o Pontífice se utilizou de alguns ensinamentos de Santo Ambrósio para falar sobre a importância da justiça e do amor no governo de uma nação.

E como última atividade da noite, o Santo Padre participou de um dos momentos mais aguardados no Encontro Mundial das Famílias: a Festa dos Testemunhos, onde respondeu a perguntas de uma criança, um casal de noivos e três famílias.

No domingo, 3, último dia da visita do Papa a Milão, o Santo Padre presidiu logo cedo a Missa para cerca de um milhão de fiéis e peregrinos no Parque Bresso. Na homilia, ele destacou que “somos chamados a acolher e a transmitir, concordes, as verdades da fé; a viver o amor recíproco e para com todos, compartilhando alegrias e sofrimentos, aprendendo a pedir e a dar o perdão, valorizando os diversos carismas sob a guia dos Pastores”.

Em seguida, o Papa recitou o Angelus e anunciou que o próximo Encontro Mundial das Famílias será na Filadélfia, nos Estados Unidos, em 2015.

Depois do Angelus, Bento XVI almoçou com cardeais, bispos e cerca de 100 famílias. No fim do almoço, os cardeais Angelo Scola e Dionigi Tettamanzi entregaram-lhe, como presente, uma cópia do evangeliário ambrosiano, feito por um artista sob a direção de Dom Umberto Bordoni e que traz em sua capa uma representação iconográfica da Jerusalém celeste.

O Santo Padre agradeceu o presente e disse que era bom, no final, voltarem-se para a Palavra de Deus, que é “a chave para a vida, a chave para pensar e viver”.

Ao se despedir dos fiéis reunidos na cidade italiana, Bento XVI destacou que “a Igreja é viva mesmo diante das dificuldades porque Jesus é o Senhor da história”. O Santo Padre retornou ao Vaticano no fim da tarde desse domingo.

         

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo