Retrospectiva

Relembre a visita de Bento XVI ao Brasil

Retrospectiva:  visita de Bento XVI ao Brasil

Alexandre Oliveira
Da Redação

Brasil foi o destino escolhido para a sexta viagem pastoral e primeira intercontinental de Bento XVI, durante o seu pontificado, entre os dias 9 e 14 de maio de 2007, quando visitou as cidades de São Paulo (SP), Aparecida (SP) e Guaratinguetá (SP).

O interesse de jornalistas do mundo inteiro para a cobertura da visita do Papa Bento XVI ao Brasil superou as expectativas, alcançando um total de 3.200 credenciais. A maioria dos profissionais estrangeiros vieram da América Latina e da Europa.

materia1

:: Fotos de Bento XVI ao Brasil

A visita do Papa ao Brasil teve inicío por São Paulo, no dia 9 de maio, onde foi recebido por diversas autoridades civis e religiosas no Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP). Em seu discurso inicial, Bento XVI manifestou a alegria por estar em solo brasileiro e ressaltou a importância da 5ª Conferência Geral do Episcopado Latino-americano (CELAM) realizada em Aparecida (SP): “Estou muito feliz por poder passar alguns dias com os brasileiros. Sei que a alma deste povo, bem como de toda a América Latina, conserva valores radicalmente cristãos que jamais serão cancelados. E estou certo que, em Aparecida, durante a Conferência Geral do Episcopado, será reforçada tal identidade, ao promover o respeito pela vida, desde a sua concepção até o seu natural declínio, como exigência própria da natureza humana; fará também da promoção da pessoa humana o eixo da solidariedade, especialmente com os pobres e desamparados”.

Leia, na íntegra, o primeiro discurso do Papa Bento XVI em sua chegada ao Brasil

Em seguida, o Santo Padre foi de helicóptero para o Campo de Marte (SP), onde cumprimentou as autoridades locais e recebeu a chave da cidade do então prefeito da capital paulista Gilberto Kassab.

Logo depois, o Sumo Pontífice chegou ao Mosteiro de São Bento, onde fez uma saudação e deu a bênção à população. Bento XVI ficou hospedado nesse mosteiro durante o período em que esteve na capital paulista.

No dia 10 de maio, o Pontífice fez uma visita de cortesia ao então presidente Lula, reunindo-se, depois, com representantes de outras confissões cristãs e religiosas.

Ainda na grande metrópole, Bento XVI teve um encontro com a juventude, no Estádio do Pacaembu, às 18h. Trinta mil jovens estiveram presentes para acolher o Sucessor de Pedro. Em sua mensagem, o Papa disse aos jovens: “Olhando para vós, jovens aqui presentes, que irradiais alegria e entusiasmo, assumo o olhar de Jesus: um olhar de amor e confiança, na certeza de que vós encontrastes o verdadeiro caminho. Sois jovens da Igreja. Por isso, eu vos envio para a grande missão de evangelizar os jovens, que andam por este mundo errantes, como ovelhas sem pastor”.

Leia, na íntegra, a mensagem do Papa aos jovens no Estádio do Pacaembu

Na manhã seguinte (11/5), aconteceu um dos momentos mais aguardados pelo povo brasileiro durante a visita do Pontífice ao Brasil: o Santo Padre celebrou uma Missa no  Campo de Marte, na qual foi realizada a cerimônia de canonização de Frei Galvão, o primeiro santo brasileiro. Diante de um milhão e meio de fiéis, Bento XVI, em sua homilia,  afirmou que “significativo é o exemplo de Frei Galvão pela sua disponibilidade em servir o povo sempre quando era solicitado. Conselheiro de fama, pacificador das almas e das famílias, dispensador da caridade, especialmente aos pobres e enfermos. Muito procurado para as confissões, pois era zeloso, sábio e prudente. Uma característica de quem ama de verdade é não querer que o Amado seja ofendido, por isso a conversão dos pecadores era a grande paixão do nosso santo”.

materia2

Após a Celebração Eucarística, durante o período da tarde, Bento XVI encontrou-se com os bispos do Brasil, na Catedral da Sé, onde, do lado de fora, cerca de um milhão de fiéis aclamavam o Sumo Pontífice.

Depois, o Santo Padre seguiu de helicóptero para o Vale do Paraíba, onde, no dia 12 de maio, visitou a Fazenda da Esperança, um centro de recuperação de dependentes químicos, na cidade de Guaratinguetá (SP). Após sua visita, Bento XVI rezou o Santo Terço – com cerca de 40 mil fiéis – na Basílica do Santuário Nacional de Aparecida (SP). O Pontífice saiu de papa-móvel do Seminário Bom Jesus, onde esteve hospedado, e foi saudado por uma grande multidão nas ruas da cidade.

No dia 13 de maio – último dia de sua visita ao Brasil – Bento XVI presidiu a Santa Missa de abertura da V Conferência Geral dos Bispos da América Latina e do Caribe, em Aparecida (SP), diante de mais de 150 mil fiéis, aos quais dirigiu as seguintes palavras durante sua homilia: “Queridos irmãos e irmãs, este é o rico tesouro do continente latino-americano; este é seu patrimônio mais valioso: a fé em Deus Amor, que revelou Seu rosto em Jesus Cristo. Acreditais no Deus Amor, esta é vossa força que vence o mundo, a alegria que nada nem ninguém vos poderá arrancar, a paz que Cristo conquistou para vocês com sua cruz! Esta é a fé que fez da América Latina o ‘Continente da Esperança’. Não é uma ideologia política nem um movimento social, como também não é um sistema econômico; é a fé em Deus Amor, encarnado, morto e ressuscitado em Jesus Cristo, o autêntico fundamento desta esperança que produziu frutos tão magníficos desde a primeira evangelização até hoje. Assim, o atesta a série de santos e beatos que o Espírito suscitou ao longo e largo deste Continente. O Papa João Paulo II vos convocou para uma nova evangelização, e vós respondestes a seu chamado com a generosidade e o compromisso que vos caracterizam. Eu vo-lo confirmo e, com palavras desta V Conferência, digo-vos: sede discípulos fiéis, para ser missionários valentes e eficazes”.

Leia na íntegra a homilia do Papa Bento XVI em Aparecida

O Papa Bento XVI, depois de inúmeras atividades no país, despediu-se do episcopado latino-americano e da população brasileira, levando consigo o carinho e acolhimento do povo brasileiro que, durantes esses dias, conheceu um pouco mais de Bento XVI, sua ternura, simplicidade e firmeza, posturas do Pastor da Igreja, cumprindo sua missão de confirmar o seu povo na fé de forma exemplar.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo