Vésperas da canonização

O sentimento é de gratidão, conta miraculado de Madre Teresa

Marcílio Haddad sofria com infecções no cérebro e foi curado por intercessão de Madre Teresa, que agora será santa

Jéssica Marçal, com colaboração de Danusa Rego
Da Redação

Marcílio, a esposa Fernanda e um dos filhos; eles já estão em Roma para a canonização / Foto: Reprodução TV Canção Nova

Marcílio, a esposa Fernanda e um dos filhos; eles já estão em Roma para a canonização / Foto: Reprodução TV Canção Nova

Neste domingo, 4, o Papa Francisco vai canonizar Madre Teresa de Calcutá. O milagre que vai levar a fundadora das Missionárias da Caridade aos altares é do Brasil: o engenheiro Marcilio Haddad Andrino foi curado de abscessos cerebrais – infecções no cérebro – por Madre Teresa.

Acesse
.: Outras notícias sobre a canonização de Madre Teresa

A doença de Marcílio apareceu no começo de 2008. No início, eram apenas tonturas, mas os sintomas pioraram e, mesmo passando por vários médicos, nenhum conseguia descobrir o que ele tinha. O diagnóstico veio apenas no dia 20 de outubro, quando ele teve uma forte convulsão e teve que ser internado. O tratamento com antibióticos começou e Marcílio chegou a ficar com o lado esquerdo do corpo paralisado e o sentido cognitivo abalado.

Foi quando sua esposa, Fernanda Andrino, recebeu de uma amiga a novena de Madre Teresa e começou a rezar para a Madre, até então beata. Também um padre aconselhou Fernanda a rezar para a beata de Calcutá, símbolo de misericórdia.

O milagre

No dia 9 de dezembro, Marcílio teve uma forte dor de cabeça e descobriram que ele estava com hidrocefalia, que é um acúmulo de água no cérebro, e teria que passar por uma cirurgia. Ele foi sedado e levado à UTI para ser operado no dia seguinte, e nesse momento Fernanda intensificou as orações e Marcílio amanheceu bem.

“Naquela hora, do meu maior sofrimento, ela (a esposa) rezou a Madre Teresa e ela me curou, tanto que, depois que o médico fez exame naquela hora, os abscessos reduziram quase 70% e o líquido foi drenado do cérebro. Três dias depois fizeram novo exame e nem os abscessos tinham mais, só as cicatrizes”.

Marcílio saiu do hospital após 13 dias e iniciou as sessões de fisioterapia para recuperar os movimentos, ainda abalados. Quando teve alta, o médico alertou que, devido aos fortes remédios e pelo fato de já ter passado por um transplante renal, suas chances de ter filho eram menos de 1%.

O engenheiro e a esposa não perderam a esperança e continuaram rezando a Madre Teresa e, sete meses depois, veio a notícia da gravidez de Fernanda. “Depois disso ainda tivemos outro filho, em 2012, e nesse meio de caminho ainda houve um aborto espontâneo. (…) Foi uma extensão do milagre: o milagre da cura e os meus filhos”.

Gratidão

Após todo esse processo, ficou realmente comprovado o milagre e este foi reconhecido pelo Papa Francisco. O decreto da Congregação da Causa dos Santos foi divulgado pelo Vaticano no dia 17 de dezembro de 2015.

Marcílio já está em Roma para a canonização que será neste domingo. Ele resume com a palavra “gratidão” tudo o que viveu. “Estou muito feliz, é uma gratidão imensa de ter sido curado por Madre Teresa. O grande sentimento que eu tenho é de gratidão, estou muito feliz por estar aqui”.

Veja outros detalhes na reportagem de Danusa Rego:

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo