window.dataLayer = window.dataLayer || []; function gtag(){dataLayer.push(arguments);} gtag('js', new Date()); gtag('config', 'G-EZJ58SP047'); window.dataLayer = window.dataLayer || []; function gtag(){dataLayer.push(arguments);} gtag('js', new Date()); gtag('config', 'G-EZJ58SP047');

MENSAGEM DE NATAL

Superior geral dos Jesuítas: o mundo grita e anseia por paz com justiça

Em vídeo publicado no YouTube, padre Arturo Sosa reflete sobre a busca pela paz e convida todos à ação diante da pobreza e da guerra

Da Redação, com Jesuits Global

Foto: Reprodução Jesuits Global no YouTube

A poucos dias do Natal, o superior geral da Companhia de Jesus, padre Arturo Sosa, divulgou sua mensagem para a data. Publicado no YouTube, o vídeo tem a busca pela paz como centro da reflexão feita pelo jesuíta.

Iniciando sua fala, o religioso indicou que a espera pelo nascimento de Jesus, que alimenta a segunda vinda do Cristo, é uma oportunidade para refletir sobre a paz. Ele recordou o Papa Pio XII, que afirmava que “nada se perde com a paz, tudo pode se perder com a guerra”, e citou o Papa Francisco, que costuma repetir: “a guerra é sempre uma derrota”.

O padre Sosa citou as crianças que sofrem no Afeganistão, na Ucrânia e em Gaza, e reiterou a necessidade de declarar, em voz alta, que “isto tem que parar”. Diante desta realidade, criticou especialmente o investimento massivo em armamentos, ao passo que a humanidade continua a conviver com a pobreza.

Leia mais
.: “Nós queremos a paz!”, afirma Papa ao recordar guerras no mundo

.: Papa pede pela paz: quem fabrica armas lucra com a morte de pessoas

“Parece que nunca são encontrados os dólares e os euros para aliviar a pobreza, mas sempre é encontrado dinheiro suficiente para iniciar a próxima guerra, construir a próxima bomba, armar novos exércitos”, manifestou o jesuíta.

“O que podemos fazer?”

O religioso exortou todos a levantarem-se juntamente com os pobres, os excluídos e as vítimas, não apenas para denunciar a imoralidade, mas também encontrar a maneira de mudar.

Ele também pontuou que é possível inspirar-se em santos como São Francisco de Assis, Dom Romero e o beato Rupert Mayer, e mártires como Ignacio Ellacuría e seus companheiros, “que ante tanta injustiça, violência e guerra, sentiram tal aversão que lutaram contra elas em todas as suas dimensões”.

Por fim, pediu que, com a aproximação do Natal e enquanto Companhia de Jesus, os jesuítas se perguntem “o que podemos fazer?”, em um movimento de refletir sobre como empregar bem os recursos da obra espalhada pelo planeta. “Paz com justiça é o que o mundo grita e anseia”, concluiu o padre Sosa.

Confira o vídeo na íntegra (em espanhol):

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo