Um Papa bem próximo

Peregrinos argentinos: "Francisco será um Papa próximo do povo"

Um Papa bem próximo do povo

Daniel Machado
Enviado especial a Roma

Irene Luca, segura uma edição especial do Jornal do Vaticano / Foto: Daniel Machado

Irene Luca, segura uma edição especial do Jornal do Vaticano / Foto: Daniel Machado

“A Igreja merecia um Papa com a alegria e o acolhimento da América Latina”, disse uma argentina, nesta quinta, 13, ainda celebrando a eleição do Cardeal Jorge Mario Bergoglio para a Cátedra de Pedro.

Irene Luca, mora na Patagônia, norte da Argentina, e estava em Roma em turismo. “Quando saí da Argentina, não passava pela minha cabeça o nome de Bergoglio, porque ele não era cotado como papável. Mas agora estou muito feliz, a minha pequena bandeira da argentina está fazendo sucesso”, disse a peregrina.

Perguntada sobre o perfil do novo Papa, a argentina disse que é conhecido, em sua terra, como uma pessoa muito simples, mas conservador em temas como casamento gay, aborto e questões financeiras.

“Ele, de fato, é uma pessoa que não gosta muito de pompas, não é muito ‘curial’, mas também não abre mão da doutrina católica. Neste aspecto, não vão acontecer muitas mudanças”, disse Irene.

Antes de dar a bênção Urbi et Orbi, de Roma para o mundo, o Papa Francisco se inclinou e pediu oração para os fiéis, gesto que lhe conferiu, já no início de seu pontificado, uma imagem revolucionária e humilde.

Veja as fotos do Habemus Papam

Perguntamos à peregrina qual seria a maior mudança que se poderia ter na Igreja com este perfil simples do Papa Francisco. A resposta dela foi clara e objetiva: “Será um Papa que vai aproximar os fiéis de si. As pessoas vão gostar de vê-lo e estar perto dele”, concluiu a argentina.

Grupo de argentinos ainda celebram a eleição do Cardeal de Buenos Aires, Jorge Berglglio

Grupo de argentinos ainda celebram a eleição do Cardeal de Buenos Aires, Jorge Berglglio

Sucessão

O nome do novo Papa da Igreja Católica foi anunciado, às 20h12 (horário de Roma, 16h12 horário de Brasília), desta quarta-feira, 13 de março. O anúncio foi feito da sacada central da Basílica de São Pedro pelo primeiro cardeal da ordem dos diáconos: Cardeal Protodiácono Jean-Louis Tauran.

Jorge Mario Bergoglio, o Papa Francisco, nasceu em 17 de novembro de 1936, em Buenos Aires, na Argentina, e é agora o primeiro Papa Jesuíta.

O atual Pontífice de Roma foi criado cardeal presbítero, em 21 de fevereiro de 2001, e recebeu a barrete vermelha e o título de São Roberto Belarmino. Como purpurado, Bergoglio tornou-se conhecido pela humildade pessoal, pelo conservadorismo doutrinário e pelo compromisso com a justiça social.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo