"Terrorismo é demência"

Mensagem do Papa recorda atentado terrorista na Argentina

Papa Francisco envia mensagem à comunidade israelita argentina, por ocasião do 20º aniversário do atentando à sede da AMIA

Da redação, com Rádio Vaticano

“O terrorismo é uma demência. O terrorismo sabe somente matar, não sabe construir, mas destruir”. Foi o que afirmou o Papa Francisco em uma vídeo-mensagem gravada por ocasião do 20º aniversário do atentado contra a sede da AMIA (‘Assiociación Mutual Israelita Argentina’), ocorrido em 18 de julho de 1994.

Naquela data, um furgão carregado com TNT, explodiu no estacionamento subterrâneo do edifício que abrigava os escritórios da Associação, provocando 85 vítimas e mais de 200 feridos. A vídeo-mensagem foi gravada com um telefone celular por Claudio Epelman, Diretor do Congresso Judaico Latino-americano, que nos dias passados visitou o Pontífice. A notícia foi divulgada pelo Congresso Judaico Mundial (‘World Jewish Congress’) e confirmada pelo Padre Lombardi.

“Há 20 anos da tragédia da AMIA, desejo expressar a minha proximidade à comunidade israelita argentina e a todos os familiares das vítimas, quer sejam judeus ou cristãos”, disse o Santo Padre.

Recordando, assim, as tantas “vidas ceifadas, as esperanças destruídas, as ruínas” provocadas pelo atentado, o Pontífice reitera que “Buenos Aires é uma cidade que tem necessidade de chorar, que ainda não chorou o bastante”, porque “somos muito inclinados a arquivar as coisas, a não assumir as histórias dos sofrimentos, das coisas que poderiam ser bonitas e não foram”.

Por isto, “nos custa tanto tomar o caminho da justiça, para enfrentar os danos que tal tragédia infringiu na sociedade”. Francisco manifesta ainda, seu “desejo de justiça” e pediu que “se faça justiça”.

A mensagem conclui com a oração do Papa em sufrágio das vítimas e com a bênção para as suas famílias.

Veja a mensagem na íntegra

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo