Francisco aponta importância do Sínodo dos Bispos

O Papa elevou a bispo o subsecretário do Sínodo dos Bispos em sinal de reconhecimento à instituição pelo trabalho realizado nos últimos 50 anos

Da Redação, com Rádio Vaticano

Francisco aponta importância do Sínodo dos Bispos

Francisco elogia trabalho do sínodo dos Bispos / Foto: Arquivo

A Santa Sé informou, nesta terça-feira, 8, que Papa Francisco nomeou como bispo o subsecretário do Sínodo para os Bispos, monsenhor Fabio Fabene. A decisão, segundo o Pontífice,  valoriza a colegialidade que a instituição do Sínodo sempre reforçou e difundiu, em meio século de existência, com o Bispo de Roma.

Na carta dirigida ao secretário-geral do Sínodo dos Bispos, Cardeal Lorenzo Baldisseri, o Pontífice explica as razões da nomeação e elogia o trabalho da instituição. “De fato, a extensão e a profundidade do objetivo dado à instituição sinodal derivam da amplidão inexorável do mistério e do horizonte da Igreja de Deus, que é comunhão e missão”, ressalta.

Francisco lembrou ainda de seus predecessores, em particular, Paulo VI por ter criado o Sínodo e  João Paulo II pelo incentivo dado à instituição durante o seu pontificado.

“Por isso, devem e podem buscar formas sempre mais profundas e autênticas do exercício da colegialidade sinodal para melhor realizar a comunhão eclesial e promover a sua inexorável missão”, enfatizou o Papa.

O Pontífice afirmou ser consciente de que para o exercício de seu  Ministério Petrino é necessário reavivar os laços com todos os Pastores da Igreja, valorizando a herança conciliar. “Não há dúvida de que o Bispo de Roma precisa da presença de seus coirmãos bispos, do conselho e da prudência e experiência deles”, lembrou.

Por fim, o Papa reafirmou a sua gratidão àqueles que, com um trabalho generoso, assíduo e competente, asseguraram, em todos esses anos, o diálogo entre o Sumo Pontífice e o colégio dos apóstolos.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo