window.dataLayer = window.dataLayer || []; function gtag(){dataLayer.push(arguments);} gtag('js', new Date()); gtag('config', 'G-EZJ58SP047'); window.dataLayer = window.dataLayer || []; function gtag(){dataLayer.push(arguments);} gtag('js', new Date()); gtag('config', 'G-EZJ58SP047');

Fim da viagem

Papa se despede da Macedônia do Norte

Viagem apostólica foi a 29ª internacional do Pontificado de Francisco

Da redação, com Vatican News

Às 19h30 minutos desta terça-feira, 7, (hora local), o voo A321 da Alitália decolou do Aeroporto Internacional de Skopje, tendo a bordo o Papa Francisco, séquito papal e um grupo de jornalistas, com previsão de aterrisar no Aeroporto Ciampino, em Roma, às 20h30min, horário italiano, após 2 horas de voo e 762 km percorridos. Como de costume, o Pontífice envia telegramas aos presidentes dos países sobrevoados: Macedônia do Norte, Albânia, Montenegro, Croácia e Itália.

O Papa dirigiu-se ao aeroporto após a conclusão do Encontro com sacerdotes, Religiosos e Religiosas na Catedral do Sagrado Coração de Jesus, no coração da capitral da Macedônia do Norte. O Pontífice foi recebido pelo presidente da República Gjorge Ivanov na entrada da Sala Vip – onde se deteve por alguns minutos – sendo acompanhado pelo mandatário até as escadas do avião. No trajeto, Francisco saudou autoridades civis e religiosas.

Durante o voo, terá lugar o tradicional encontro com os jornalistas, onde de forma aberta e sincera o Papa responde aos seus questionamentos.

Saiba mais
.: Todas as matérias da Visita do Papa à Bulgária e à Macedônia

Confirmado, Pedro confirma os irmãos na fé

“Peço-lhe, Vossa Santidade, que procure viver este nosso encontro como o apóstolo Paulo, naquela particular visão do macedônio que implora a ele: “Venha à Macedônia e nos ajude” (Atos 16, 9). Temos necessidade de suas palavras de encorajamento. Devemos crescer na qualidade da vida sem complexos de inferioridade, sendo uma comunidade de pequeno número. Devemos ouvir do senhor as palavras de Jesus: “Não tema, pequeno rebanho”. Desta vez, também nós sonhamos que Pedro na sua pessoa, veio nos ajudar. Mas que sorte, isso não é um sonho, é uma realidade! Saúdo-o aqui como o sucessor de Pedro, como o apóstolo que preside na caridade todas as igrejas, como o mensageiro da paz e da Boa Nova e que o senhor, uma vez confirmado, nos confirme na fé …”.

As palavras do bispo de Skopje Dom Kiro Stojanov (único do país), dirigidas ao Santo Padre no início do encontro com sacerdotes, religiosos e religiosas, são o retrato da missão que Francisco cumpriu nesta visita. Quer a Bulgária como a Macedônia do Norte, são países com minoria católica, não chegam a 1% da população. E Pedro foi ao encontro de seu pequeno rebanho, para confirmá-lo na fé, fortalecê-lo com uma palavra de esperança e encorajamento, mas sobretudo fez isso, com sua presença.

Pelos testemunhos e pronunciamentos, ficou visível a maneira como são acolhidas e respondidas as palavras, exortações e encorajamento do Papa Francisco, desde o início de seu Pontificado. Um pequeno rebanho de fiéis, que mesmo pequeno, demonstrou acompanhar os passos de seu pastor.

A estada de Francisco no país de Santa Madre Teresa foi breve, mas intensa. O mesmo Pedro que confirma o pequeno rebanho, é o Pontífice que, em contato com autoridades civis e com lideranças de outras Igrejas e religiões, constrói pontes e exorta a um mundo justo e fraterno, à paz, uma paz que acaba favorecendo o próprio rebanho.

No último encontro na Bulgária, justamente em favor da paz, o Papa disse que a paz é “dom e tarefa, presente e esforço constante e diário”, para que se realize o sonho de João XXIII, “onde a paz seja de casa”. “Pacem in terris!” Paz na terra a todos os homens de boa vontade”.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo