window.dataLayer = window.dataLayer || []; function gtag(){dataLayer.push(arguments);} gtag('js', new Date()); gtag('config', 'G-EZJ58SP047'); window.dataLayer = window.dataLayer || []; function gtag(){dataLayer.push(arguments);} gtag('js', new Date()); gtag('config', 'G-EZJ58SP047');

Igreja

Divina Misericórdia "vacina contra o vírus do egoísmo", diz padre

Reitor do Santuário da Divina Misericórdia comenta festa celebrada pela Igreja neste domingo, 11

Da redação, com Vatican News

Imagem de Jesus Misericordioso/ Foto: Canção Nova

Divina Misericórdia é “vacina contra o vírus do egoísmo”. É o que disse o reitor do Santuário da Divina Misericórdia, Padre Jozef Bart. Neste ano, celebra-se o 90º aniversário da revelação da imagem de Jesus Misericordioso à Irmã Faustina.

Segundo o sacerdote, o vírus do egoísmo “pode destruir a civilização do amor”. O presbítero comentou que o culto crescente da Misericórdia de Deus, em suas várias dimensões, ajuda as pessoas contagiadas pela pandemia.

90º aniversário da imagem de Jesus Misericordioso

Padre Bart lembrou que o Papa recordou o acontecimento durante o Angelus, em 21 de fevereiro.

O Santo Padre enviou também uma mensagem ao Bispo de Plock. Ano passado, foram comemorados os 20 anos da canonização de Santa Faustina e a instituição da Festa da Divina Misericórdia.

Leia também
.: Festa da Divina Misericórdia: pedir a graça do perdão, diz Papa

Imagem de Jesus Misericordioso

No dia 22 de fevereiro de 1931, o Senhor manifestou-se à Irmã polonesa, Faustin. A religiosa escreveu no seu Diário:

“Jesus me disse para pintar uma imagem, segundo o modelo que eu via, com as palavras abaixo ‘Jesus, eu confio em Vós’. Disse-me ainda que esta imagem deveria ser venerada não só em sua capela privada, mas no mundo inteiro”.

A primeira imagem de Jesus Misericordioso foi pintada em Vilnius, sob a orientação da Irmã Faustina. Porém, a imagem mais conhecida é a que se encontra no Santuário da Divina Misericórdia, em Cracóvia-Łagiewniki.  Ela foi pintada, segundo as instruções do diretor espiritual da “Apóstola da Divina Misericórdia”, Padre Józef Andrasz.

Evangelho de Jesus Ressuscitado

Padre Bart afirma que Faustina não transmite uma imagem nova. “A mensagem da Misericórdia nada mais é do que o Evangelho de Jesus Cristo Ressuscitado”, frisou. Segundo o reitor do santuário, ela apenas retransmite esta nova luz a toda a Igreja, cristãos e não cristãos.

O sacerdote recordou a profunda experiência que a religiosa polonesa vivia com o Senhor na dimensão da sua Misericórdia. Os pedidos que Jesus lhe fazia foram também lembrados:

“A Misericórdia deve ser celebrada e praticada na Igreja e a festa da Misericórdia celebrada no domingo da Páscoa”. É precisamente neste dia em que se manifesta “a abundância dos frutos que brotam da Paixão, Morte e Ressurreição de Cristo, cujo fruto é a Misericórdia: dia em que as graças descem sobre toda a humanidade”.

Misericórdia está renovando o mundo

A Divina Misericórdia está renovando o mundo, afirma padre Bart. O presbítero recordou as palavras do Papa Francisco no Santuário da Divina Misericórdia no ano passado.

São João Paulo II, comentando o ícone de Jesus misericordioso, afirmou: “Desta imagem nos transmite e propõe um novo estilo de vida e partilha”.

Leia mais
.: Papa sobre mensagem da Divina Misericórdia: abramos o coração a Jesus

Devoção dos Papas

Padre Bart detém-se sobre a devoção e o vínculo de São João Paulo II, Bento XVI e Papa Francisco com a Misericórdia divina.

O Papa Wojtyla fez do seu Pontificado a imagem da Divina Misericórdia. Bento XVI afirmou que as palavras “Jesus, eu confio em vós” são um resumo da fé cristã, a fé na omnipotência do amor misericordioso de Deus.

O Papa Francisco, artífice do Ano Santo da Misericórdia, abriu as portas deste dom a toda a humanidade, segundo as palavras de João Paulo II, em 17 de agosto de 2002. O Pontífice desejou que “a Misericórdia de Deus chegasse a todos os habitantes do planeta”.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo