window.dataLayer = window.dataLayer || []; function gtag(){dataLayer.push(arguments);} gtag('js', new Date()); gtag('config', 'G-EZJ58SP047'); window.dataLayer = window.dataLayer || []; function gtag(){dataLayer.push(arguments);} gtag('js', new Date()); gtag('config', 'G-EZJ58SP047');

Telegrama

Pesar do Papa Francisco pela morte do Cardeal Edward Cassidy

Purpurado faleceu no último sábado, 10; telegrama foi assinado pelo Secretário de Estado do Vaticano, Cardeal Pietro Parolin

Da redação, com Vatican News

Papa Francisco /Foto: Daniel Ibanez – CNA

O pesar do Papa Francisco pela morte do Cardeal Edward Cassidy foi manifestado em telegrama divulgado nesta quarta-feira, 14. No texto, Francisco expressou suas “mais profundas condolências”.

O telegrama assinado pelo Secretário de Estado Cardeal, Cardeal Pietro Parolin foi dirigido a Dom Adolfo Tito Yllana, núncio apostólico na Austrália.

Dom Cassidy morreu no último sábado, 10, aos 96 anos, na cidade australiana de Newcastle.

Um importante compromisso com a Santa Sé

“Recordando com gratidão”, escreveu o Papa, “os anos do valioso serviço do falecido cardeal à Santa Sé, seu zelo pela difusão do Evangelho e seu compromisso em promover a unidade dos cristãos”.

O Santo Padre confiou a alma do cardeal ao amor misericordioso de Deus. Aos que choram a morte do Cardeal Cassidy, o Papa envia sua bênção “como penhor de consolação e paz no Senhor”.

Cardeal Edward Cassidy /Foto: Arquivo Reuters

Biografia

O Presidente Emérito do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos, Cardeal Edward Idris Cassidy, nasceu em Sidney, Austrália, em 5 de julho de 1924.

Em fevereiro de 1943 entrou no seminário, sua ordenação sacerdotal aconteceu em 1949. Sua primeira missão na diplomacia vaticana foi na Internunciatura Apostólica na Índia (1955-1962).

Depois, Dom Cassidy passou cinco anos, de 1962 a 1967, na Nunciatura Apostólica em Dublin. Por dois anos viveu em El Salvador (1967-1969) e por um ano na Argentina.

Em 1988 foi nomeado Substituto da Secretaria de Estado para Assuntos Gerais, cargo que ocupou até 12 de dezembro de 1989. Na ocasião, foi nomeado Presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos.

A partir de 3 de março de 2001, foi Presidente Emérito do Dicastério.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo