window.dataLayer = window.dataLayer || []; function gtag(){dataLayer.push(arguments);} gtag('js', new Date()); gtag('config', 'G-EZJ58SP047'); window.dataLayer = window.dataLayer || []; function gtag(){dataLayer.push(arguments);} gtag('js', new Date()); gtag('config', 'G-EZJ58SP047');

Após o Regina Coeli

Papa: que disputas e guerras deem lugar à reconciliação

Santo Padre pediu ênfase a esta palavra – reconciliação – renovando os votos de paz e alegria nestes dias pascais

Da Redação, com Boletim da Santa Sé

Papa durante oração do Regina Coeli neste 18 de abril / Foto: Reprodução Vatican News

Após o Regina Coeli desta segunda-feira, 18, o Papa Francisco destacou o dom da reconciliação, rezando pelo fim das guerras. A oração do Regina Coeli é uma particularidade do tempo pascal e traz a meditação dentro da Ressurreição do Senhor.

“Que a graça do Senhor Ressuscitado dê conforto e esperança a quantos estão no sofrimento: ninguém seja abandonado! As brigas, as guerras e disputas deem lugar à compreensão e à reconciliação. Destacar esta palavra sempre: reconciliação, porque o que Jesus fez no calvário e com a Sua ressurreição foi reconciliar todos nós com o Pai, com Deus e entre nós. Reconciliação!”.

Francisco acrescentou que Deus venceu a batalha decisiva conta o espírito do mal. “Renunciemos aos nossos planos humanos, convertamo-nos aos seus desígnios de paz e de justiça”.

O Santo Padre também agradeceu pelas orações e felicitações que recebeu nesses dias. E renovou os votos de boa Páscoa. “A todos desejo viver estes dias pascais na paz e na alegria que vêm de Cristo Ressuscitado. Por favor, continuem a rezar por mim”.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo