window.dataLayer = window.dataLayer || []; function gtag(){dataLayer.push(arguments);} gtag('js', new Date()); gtag('config', 'G-EZJ58SP047'); window.dataLayer = window.dataLayer || []; function gtag(){dataLayer.push(arguments);} gtag('js', new Date()); gtag('config', 'G-EZJ58SP047');

Retorno a Roma

Em coletiva a jornalistas no voo, Papa ressalta a fé da América Latina

No voo de retorno a Roma após visita ao Chile e Peru, Santo Padre falou aos jornalistas sobre momentos marcantes da viagem

Da Redação

No voo de retorno a Roma nesta segunda-feira, 22, o Papa Francisco, como de costume, concedeu uma entrevista coletiva aos jornalistas que o acompanham no voo papal. Ele ressaltou a fé da América Latina e comentou fatos mais marcantes de sua viagem.

Francisco foi, espontaneamente, ao encontro dos jornalistas e respondeu questionamentos sobre os fatos ocorridos em sua viagem. Quando questionado sobre o que mais o comoveu, a resposta foi certeira: “A fé das pessoas! É inacreditável”.

O Papa fez questão de relacionar características próprias de cada localidade visitada, e destacou a presença de aproximadamente um milhão e 300 mil pessoas que o aguardavam no Peru antes de pousar no aeroporto. Ressaltou também sua experiência na Penitenciária Feminina do Chile, declarando que se questionou: “Porque elas e não eu?”.  O Pontífice também respondeu a perguntas sobre o caso Karadima, e sobre o casamento em pleno voo: “Estavam preparados e me certifiquei disso. Pediram-me e os Sacramentos são para as pessoas. Todas as condições eram claras e, então, por que não fazer hoje aquilo que se pode fazer hoje, sem deixar para amanhã, quando este amanhã poderia ser daqui a oito, dez anos?”, respondeu o Papa.

 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo