Reflexão

Quem é Deus? Padre explica o significado de Deus na vida do homem

Neste Ano da Fé, instituído pelo Papa Emérito Bento XVI, a grande proposta é redescobrir a fé em Deus, sabendo dar razões para a crença que se professa. Mas quem é Deus, como o ser humano pode ter certeza de sua existência?

Para quem ainda não tem uma fé madura, às vezes torna-se complicado entender a existência de Deus, uma vez que, materialmente falando, não se pode vê-Lo e nem tocá-Lo. Mas para além dessas questões, o padre e teólogo Paulo Ricardo de Azevedo Júnior, da arquidiocese de Cuiabá, enfatiza que o mais importante é entender o que significa ter um Deus, muito mais do que compreender logicamente a Sua existência.

“O mais importante não é nós sabermos logicamente se Deus existe ou não. O mais importante é nós sabermos o que significa ter um Deus, ou seja, se Deus existe, eu sou para Ele, Ele é o meu Senhor, e eu não existo para mim”.

Esse é um dos motivos, segundo o sacerdote, pelo qual Deus é uma realidade que o ser humano tem dificuldade de aceitar. Ele acredita que a dúvida acerca da existência de Deus, na verdade, não é pelo fato de Deus ser inatingível através de uma reflexão filosófica, mas porque a Sua existência comprova que o ser humano não é o Senhor da própria vida.

“Então o que significa Deus para mim: significa que eu não sou Deus e que eu devo viver para Ele. Aqui está a grande mensagem, a mensagem do cristianismo que sempre quer, em primeiro lugar, que o ser humano saia da idolatria, saia da posição de se colocar no lugar de Deus”.

Deus no imaginário de cada um

A compreensão que cada um tem de Deus é algo muito particular, bem como as referências adotadas no imaginário para se referir a Ele. Algumas pessoas associam Deus a uma pessoa que está no Céu, outras a um espírito, a uma voz no universo. Padre Paulo explica que, na verdade, Deus, pelo seu próprio conceito, não pode ser equiparado a nada daquilo que é experiência humana. Ele compara a impossibilidade da mente humana captar Deus àquela de um copo conter todo o oceano.

“Um Deus verdadeiro, exatamente por ser difícil de ser compreendido, é a prova de que Ele é Deus verdadeiro. O caminho do esforço humano para chegar até Deus é sempre difícil”.

Ele enfatiza que o caminho a ser percorrido, então,  para chegar a essa compreensão sobre quem é Deus é exatamente o contrário: Deus é que vem até o homem. “No cristianismo, nós sabemos que Deus veio até nós. Jesus não é uma confecção da mente humana, mas nós vemos que é Deus que se rebaixa para se tornar compreensível e fazer com que o homem seja capaz de fazer uma experiência verdadeira de Deus”.

Revelação e a inteligência

De que forma pode, então, o ser humano, acolher a revelação de Deus, reconhecendo-O como criador de todas as coisas? Segundo padre Paulo, a própria inteligência humana leva à dedução de que a ordem do universo só pode ser fruto da inteligência, porque o acaso só gera desordem. E essa é uma dedução filosófica que todo ser humano de boa vontade pode alcançar. Mas ele destaca uma curiosidade que também é importante de ser esclarecida, que é o fato de Deus, em sua onipotência, não apresentar-se face a face, de uma forma que o homem não tenha mais dúvida alguma de sua existência.

“A resposta é simples: se Deus se apresentasse ao homem, o poder de atração e de convencimento da verdade que é Deus tiraria a nossa liberdade e o homem não seria mais livre para dizer sim a Deus e amá-Lo ou para rejeitar Deus e virar as costas a Ele. Deus quer preservar a nossa liberdade, porque o que Deus espera de nós é amor e o amor só existe quando ele é livre”.

E quanto ao mistério da Santíssima Trindade, sobre alguma dúvida que ainda se possa ter sobre Deus trino Pai, Filho e Espírito Santo, o sacerdote destaca que esta foi uma revelação que o homem conheceu através de Jesus Cristo.

“Esta realidade escondida no mistério eterno de Deus só pode ser conhecida em Jesus Cristo. Não é possível ter acesso à trindade através de um conhecimento nem científico-natural nem filosófico. Simplesmente uma verdade que deve ser conhecida por Revelação, e não por raciocínios humanos”.

Comentários

comentários

↑ topo