Planejamento Familiar

O método natural é eficaz e tem respaldo científico, diz médico

Casa própria, sucesso profissional, carro do ano e estabilidade financeira. Filhos? Opção para muitos casais após a conquista de todas as outras coisas e, enquanto não se conquista, são evitados através de métodos contraceptivos.

Nesta entrevista, o presidente da Confederação Nacional de Planejamento Natural da Família (Cenplafam) de Curitiba (PR), o médico Agostinho Bertoldi, aponta a opção pelo método natural como forma de planejar uma família aberta à vida, inclusive sendo utilizado por casais com dificuldades para engravidar.  

Dr. Agostinho Bertoldi trabalha, há 25 anos, junto aos casais no planejamento natural e é um dos organizadores do I Congresso Nacional de Planejamento Natural da Família, que vai acontecer entre os dias 16 e 18 de outubro, em Curitiba.

noticias.cancaonova.com
- O método Billings funciona? Qual o seu fundamento científico?

Dr. Agostinho Bertoldi - O planejamento natural da família é um complexo que atinge a fecundação do casal. E a base da aplicação do método natural que mais trabalhamos é o método de Ovulação Billings. O método de Ovulação Billings tem uma eficácia no sentido de dar segurança e garantia aos casais, equivalente a qualquer outro método. Quando ele é bem compreendido e aplicado pelo casal, a eficácia é próxima a 100%. Nenhum método dá uma eficácia de 100%, mas a eficácia do método natural se aproxima muito dos 100%.

A gente deve entender o seguinte: porque o método é bom, cientificamente bem estruturado, com eficácia segura e como ele atende a todas as linhas doutrinárias dos princípios da Igreja sobre a geração dos filhos, então a Igreja aprova o método natural. Não é um método da Igreja, porque ele não surgiu no seio da Igreja, mas no seio da comunidade cientifica. Vários pesquisadores e a literatura médica registra toda essa evolução dos métodos naturais, não só do Billings, mas o da temperatura e do Ogino Knaus. São métodos que tem um embasamento científico seguro e tem todo respaldo científico. Infelizmente, ficou uma interpretação errônea de que ele seria um método da tabelinha. Na estruturação do método de ovulação Billings participaram alguns nomes de destaque da pesquisa e medicina mundial, como o Dr. Eric [Odeblad], que é considerado a principal autoridade médica e científica no estudo do muco cervical e esse pesquisador faz parte da equipe do Billings. E assim, outros médicos, como Dr. Brown e o próprio Dr. Billings. Ele era um 'católico de Bíblia', praticante, um homem extraordinário com sua esposa Evelyn. Eles trabalharam a questão no campo científico. E por ser um trabalho sério e seguro é que a Igreja aconselha seus casais para que considerem a alternativa natural através do método de Ovulação Billings.

noticias.cancaonova.com - Como fazer com o que os casais entendam que não se trata de um método para se evitar filhos, mas para planejar também?

Dr. Agostinho Bertoldi – Os métodos artificiais ou dito contraceptivos, o próprio termo está definindo o objetivo do método, ou seja, são métodos contra a concepção. E é só no método natural que o casal tem a possibilidade de usar ou para evitar uma gravidez, porque o casal está fazendo um planejamento no momento mas tem a possibilidade de gerar uma vida e usa o método para espaçar uma gravidez, ou para postergar uma gravidez para que ela aconteça no momento mais favorável da vida do casal.

No nosso centro de Curitiba, temos um convênio com a Secretaria Municipal de Saúde, para casais que estejam com alguma dificuldade para obter uma gravidez. Através do centro de saúde eles são encaminhados para o nosso centro de planejamento. Marido e mulher são orientados, tanto no sentido da fertilidade como no apoio psicológico. Nós temos psicólogos que dão todo apoio a esses casais, que muitas vezes já estão um pouco estigmatizados, com medo da esterilidade. Temos, no nosso centro, uma estatística que se aproxima de 150 nascimentos de casais que eram rotulados como estéreis e impossibilitados de uma gravidez. Muitos deles já tinham, inclusive, passado por centros de reprodução e não obtiveram sucesso. Com a atenção dada a eles no centro de planejamento natural, aliando conhecimento do método natural com atendimento psicológico, eles obtiveram a tão esperada e sonhada gravidez.

noticias.cancaonova.com Existe alguma restrição? Ou todas as mulheres, inclusive as que não tem um ciclo regular, podem fazer?

Dr. Agostinho Bertoldi – Como o método não é de conta de calendário, não enquadra a mulher com seus ciclos numa regra fixa, mas é personalizado e se adapta à condição fisiológica de cada mulher, a cada ciclo. Nós estamos vivendo tempos em que uma série de fatores (fatores muito estressantes na vida da mulher e com as mudanças nos padrões de vida feminina), [fazem] os ciclos ter algumas variações. Mas como o método da ovulação se baseia na observação, nos fenômenos fisiológicos que acontecem no organismo feminino, o método traduz para a mulher, através dos seus sintomas, o que está acontecendo no interior do seu organismo, como a hipófise está funcionando, como está se relacionando com os ovários, como estes estão se relacionando com o útero, com as glândulas do canal cervical produzindo o muco…

Toda essa integração acontece no organismo feminino e tem algumas variáveis, mas como o método da ovulação não é restritivo, ele se aplica em qualquer situação, em qualquer ciclo e, às vezes, até em várias fases da mulher. Se aplica até quando o casal já definiu o número de seus filhos, mas pode continuar usando o método para ajudar na fecundidade do amor do casal. Depois da fecundidade biológica, ele consegue alimentar o amor do casal para que viva bem e para que trate de modo amoroso os seus filhos.

noticias.cancaonova.com - O método é indicado também para um autoconhecimento. As mulheres que não estão fazendo um planejamento familiar, tem algum benefício?

Dr. Agostinho Bertoldi – A gente tem experiência, em cursos e encontros de noivos, quando perguntamos se alguma noiva sabe se está ovulando e se teriam condição de dizer de algum elemento efetivo para esta definição. Praticamente nenhuma tem conhecimento. E quando a gente diz “se vocês nem tem conhecimento se tem ciclos ovulatórios ou não, vocês tomando pílula e sabendo o mecanismo de ação, estão inibindo uma função que nem ter certeza se tem”, elas ficam todas assustadas. Quando damos no curso todas as informações bem detalhadas e cientificamente bem corretas, elas ficam muito atentas e descobrem que podem, a partir da sua menstruação, a partir dos sintomas da ovulação, conhecer melhor como funciona o seu organismo.

Às vezes, o método é até aconselhável a adolescentes, não como método a ser usado, mas como método de transmissão de saber, pois como tudo hoje fica mais precoce, é melhor que aprendam direitinho e do modo correto. As moças, principalmente, devem aprender também a se conhecer para valorizar mais o seu corpo, a natureza das funções.

noticias.cancaonova.com Se a mulher fizer o método sem o marido, a eficácia é a mesma?

Dr. Agostinho Bertoldi – A gente insiste que o método natural é um método do casal e não só da mulher. E isso o difere muito de um método contraceptivo, em que a mulher pode tomar a pílula independente da participação ou da anuência do marido. Para que o método tenha realmente eficácia, deve ser do casal. Se o marido se nega a participar, a compreender e a entrar na descoberta do ciclo dos períodos férteis e inférteis, então fica muito difícil. A gente, muitas vezes, diz se é justo colocar sobre a mulher a carga de levar um planejamento natural sem a participação, a aprovação e a colaboração do companheiro. Essa diferença é esse essencial: é um método do casal.

noticias.cancaonova.com O casal consegue desenvolver o método sem uma instrutora? Como proceder em regiões onde o número de instrutores não é suficiente para atender à toda aquela população?

Dr. Agostinho Bertoldi - Eu tenho dito: não adianta pregar a doutrina sem os instrumentais que a viabilizem. Eu tenho dito aos nossos padres e bispos que, se eles querem que os casais se motivem, sigam a Doutrina e façam um bom planejamento com responsabilidade, que criem condições de atendimento, porque se não, é colocar carga em cima das pessoas, sem que elas possam carregá-la. Nesse sentido, embora haja muita literatura e muitas coisas boas, nós vamos lançar, neste Congresso, um DVD feito pelo centro de Curitiba, que apresenta o método da ovulação de modo bem claro, muito detalhado, e o casal que assistir vai ter condições de entender o método natural e até de fazer uma tentativa de aplicação.

Um outro objetivo do Congresso é tentar estabelecer uma rede de centros que possam ser colocados à disposição das pessoas que optem por essa alternativa natural. Nós precisamos trabalhar, enquanto Igreja, no sentido de oferecer às pessoas, aos casais, o instrumental para que possam colocar em prática a doutrina. Se não, a doutrina fica na prateleira das nossas bibliotecas e os casais vão fazendo aquilo que podem, e o que o médico indica, eles fazem. São tão poucos os casais que seguem os métodos naturais porque não tem, à disposição, os serviços bem organizados e na proximidade onde vivem.        

noticias.cancaonova.com E sobre a atuação com os casais, já teve alguma experiência marcante?

Dr. Agostinho Bertoldi – Uma das coisas marcantes é essa parceria com a Secretaria Municipal de Saúde. Inclusive o próprio pessoal da prefeitura está interessado que a gente elabore um trabalho mostrando como são as atividades e os resultados, também para ser divulgado. E em termos de gerar a vida, nós temos testemunhos muito fortes de vários casais. Quando a gente vai à uma comunidade e sai pelo menos um casal que trilha esse caminho, eles ficam muito contentes em dar testemunho que aplicam o método natural, do benefício que traz para a vida do casal, para a saúde, para a fecundidade no amor. Nesses encontros, sempre há alguém com um testemunho bem eloqüente.

Participe
.: Saiba sobre o método Billings na Canção Nova

Leia mais
.:
Casais querem ter filhos só depois do carro e da TV, alerta bispo
.: O aborto é contra à lei natural e lei divina, diz Dom Orlando

Siga o Canção Nova Notícias no twitter.com/cnnoticias
Conteúdo acessível também pelo iPhone – iphone.cancaonova.com

Comentários

comentários

↑ topo