Palavra do fundador

Canção Nova está honradíssima em ceder altar para o Papa

"A Canção Nova fica honradíssima". É o que afirma o fundador da comunidade, Padre Jonas Abib, ao se referir ao fato de que o Papa Bento XVI vai utilizar o conjunto litúrgico de sua organização, na missa de canonização do Beato Frei Galvão, no Brasil.

O sacerdote afirma que nunca havia pensado na possibilidade de o conjunto litúrgico da sede de sua comunidade, em Cachoeira Paulista (SP), ser utilizado pelo Papa, num momento tão importante para a Igreja.

"Eu nunca esperei que o nosso altar, que um e outro dos nossos ambões, aquelas cátedras, mais do que cadeiras, tão lindas e tudo tão artístico, no nosso altar, que é também um palco do nosso Centro de Evangelização, fossem escolhidos para a vinda do Papa ao Brasil, em sua primeira missa em solo brasileiro e para a canonização do primeiro santo brasileiro, o Frei Galvão", admira.

.: Veja FOTOS do conjunto litúrgico da Canção Nova
.: Papa vai utilizar altar da Canção Nova em missa no Brasil
.: Canção Nova publica coletânea de homilias de Bento XVI

Padre Jonas diz que o fato só vem confirmar a missão da comunidade a serviço da Igreja. "Mais do que uma honra e uma alegria foi uma confirmação daquilo que nós sempre dizemos: 'Canção Nova, a serviço da Igreja'. Não fomos nós que tivemos a iniciativa de oferecer, foi justamente um dos bispos auxiliares de São Paulo, que na procura de um altar assim lhe disseram que na Canção Nova havia não somente um altar, mas todo o complemento que era muito artístico, muito bonito. Ele veio, viu, gostou e já nos pediu. E nós, com grande alegria, prestamos esse serviço à Comissão Organizadora.

E nós vamos ter a honra de ter o nosso altar sendo usado pelo nosso Santo Padre, o Papa,  ter aquela cátedra, que nós usamos em todas as missas, usada pelo Papa Bento XVI. A Canção Nova fica honradíssima e repete: nós queremos ser Canção Nova a serviço da Igreja", comemora.

O pedido foi feito por Dom Joaquim Justino Carreira, bispo auxiliar na Região Santana e encarregado dos textos da liturgia nas celebrações do Papa no Brasil. 

A missa de canonização de Frei Galvão está marcada para o dia 11 de maio, às 9h30, com transmisão ao vivo por todo o Sistema Canção Nova de comunicação, inclusive pela internet.

O conjunto litúrgico deve sair da sede da comunidade, neste sábado, dia 5, e chegar no domingo de manhã, ao Campo de Marte, em São Paulo.

Artesão
O autor das peças, o marceneiro Hilário de Souza Arantes não se contém de alegria e declara: "Todas as peças que faço, são feitas com carinho e dedicação, com perfeição nos mínimos detalhes. Não trabalho visando só o dinheiro, pois tenho gosto pelo que faço. Agradeço muito a Deus e ao meu pai, o dom de trabalhar a madeira, me sinto seguidor de São José, o carpinteiro. Sendo marceneiro da Terra da Santa Cruz, Cruzília, fico feliz com a vinda do Papa ao Brasil. Sinto-me honrado em contribuir com o fruto do meu trabalho, no qual sua Santidade fará uso para celebrar o sacrifício da Cruz".

Características
Todas as peças são feitas em madeira de mogno maciça e entalhadas à mão, mas cada uma tem outras particularidades.

Mesa do altar conjugada de 3 peças: artesanal, com tampo de pedra granito cinza Corumbá. Pesa cerca de 900 kg e foi feita em estilo próprio com algumas idéias do estilo Luiz XVI.

Mesa da Palavra (presidencial): com tampo giratório, seguindo o mesmo estilo do altar. Pesa cerca de 100 kg.

Cadeira presidencial: com estofamento em veludo vermelho. Pesa cerca de 80 kg.

Cruz: pesa cerca de 10 kg.

Cadeira para concelebrantes: com estofamento em veludo vermelho. cada uma pesa 30 kg.

Comentários

comentários

↑ topo